Shingeki no Kyogin dos brothers

segunda-feira, setembro 02, 2013

"...se você não assiste Shingeki no Kyogin, não é brother!"
AVISO!!: Este post pode conter SPOILERS como Eren, Reiner, Bertholt, Annie e Ymir são titãs e as muralhas são feitas de titãs HUEHUEHUEBRBR /trolleivoses

Yep, acho que é um dos poucos animes novos da temporada que estou acompanhando junto com o Fate/kaleid liner Prisma Illya, que cospe fanservice de moe na minha cara (Já falei que ODEIO moe hoje?). Eu tenho um certo desgosto com esses animes das novas temporadas por justo quererem priorizar o fator fanservice e pecarem na qualidade da história (e muitas vezes na arte também), somente para vender. Sim, existem o problema do fandom bitolado, mas hoje em dia vários animes bons tem lá seu fandom que fode com tudo (incluindo JoJo), então isso em si não é um problema tão grande que influí na qualidade da obra (exceto quando o autor começa a fazer coisas sem nexo ou franquias alternativas for the sake of fanservice. Franquia Fate, estou olhando para você agora).

Mas vamos lá, Shingeki no Kyogin não é ruim como Sword of Art Online. Tanto que para minha surpresa, até meus amigos que geralmente não dão uma foda para animes estão acompanhando. Quando soube disso dei meu braço a torcer, apesar de estar acompanhando a série a mais tempo e estar atualizada com ela. Mais ainda assim, tem certas coisas que me incomodam aqui, e vou dizer ao longo da postagem.
A sinopse dessa série é no minimo curiosa: Há 100 atrás a humanidade ganhou uma nova especie bizarra de predador, os Titãs. Eles se assemelham a um ser humano em sua anatomia, estão sempre nus, mas não possuem aparelhos sexuais visíveis parecem uns bonecos de Olinda, e sua comida favorita são pessoas. Aparentemente, devoram pessoas porque querem, pois não tem aparelho digestório e nem sentem fome. Fora isso, são burrinhos, e agem como animais sem inteligencia mesmo. A questão é que esses Titãs quase extinguiram a humanidade completamente, porem os poucos que sobraram refugiaram-se nas muralhas. São três muralhas, Maria, Rose e Shina de Cobra, uma dentro da outra. Background set, temos o Eren Jaeger, que vive feliz com pai, mãe e sua irmã adotiva, Mikasa Ackerman, e de brinde Armin Arlert, melhor amigo. Tudo vivia na santa paz até que aparece o Titã Colossal e quebra uma parte da Muralha Maria, deixando os bonecos titãs entrarem e matarem todo o mundo. Mikasa e Eren são salvos, mas presenciam a própria mãe ser devoradas por um titã. Eren então ganha um trauma para resto da vida que dá mais motivação ao seu sonho de se tornar um soldado membro da tropa de exploração e sair matando todos os titãs que achar pela frente.

Após um time skip que faz eles "crescerem", o trio entra para o grupo de treinamento, onde conhecem pessoas que virão a ser "colegas" e fazer parte do plot de "várias maneiras". Ymir, Krista, Reiner, Bertholt, Connie, Jean, Sasha, Marco e Annie, fora os veteranos. Mas os novatos é que tem mais foco e importância na série e participam com mais intensidade conforme a história anda.
Damn hot Reiner...
Logo na primeira missão dos novatos, onde você pensa que vai rolar porradaria desenfreada, a coisa fica mais voltada para o drama e o medo deles de serem devorados por titãs. Por causa desse medo, muita gente que esperamos ser excepcional like Mikasa (que quase nunca perde o foco e a calma, e é muito badass aliás) acaba se fudendo, incluindo o próprio Eren. Mas das falhas, eles acabam aprendendo lições que vão levar para outras missões que virão a participar.

Esperava que na segunda missão ou nas próximas as coisa fosse ficar mais tática e voltada para os combates, mas o mesmo drama permanece. Não só dentro das missões, mas nos diálogos fora dela, nas situações em que eles batem com a força do império que esta por trás da muralha, e entre o coleguismo mesmo dos personagens. Drama é uma coisa que define a série, até porque tem sempre gente morrendo, o tempo todo. Como a maioria dos personagens tem um lado emocional muito ativo e não são propriamente soldados que conseguem ser frios na maioria das situações, rola muito chororó. Isso não impede de rolar uns momentos isolados de humor, amizade, esperança e tals. Eles ate fazem a série não ficar monótoma, mas são raros de ocorrer e acabam as vezes ficando traumático mais lá na frente quando rola reviravoltas. Outra coisa que essa série é boa em retratar, diga-se de passagem.
Feels like internet
Apesar de isso tudo, ainda tem coisas que não gosto como o próprio Eren, que acho um pé no saco. Parece muito com o Johnny do Steel Ball Run/JoJo, que só grita e chora, pouco luta, além de ser muito emocional e raramente enxergar a lógica por detrás das situações. Sim, ele é importante para serie, até mais do que deveria, mas é um protagonista extremamente apático e que quando comecei a assistir a série sem querer sempre trocava o nome dele por Kirito (vão me matar agora). Fora que esse drama na maioria das vezes deixa personagens geniais e fodões com cara de idiota arregões, como o grupo de extermínio do Cabo Rivalli nesses episódios mais recentes.

Esse drama todo passa a ser irritante em algumas horas onde você pede que os personagens sejam mais frios e racionais, como nas batalhas contra os titãs. Certo que dá medo lutar contra um troço de 6 metros que sorri igual ao gato do Alice no país das maravilhas e pode te devorar a qualquer hora, mas isso ocorre direto na maioria das lutas, com a maioria dos personagens.
O ritmo da história está bem lento. Gastam em média uns 10 minutos no anime para o personagem filosofar sobre o medo dele e só depois que ele decide fazer alguma coisa, se fode e tudo continua na mesma, e olha que maravilha, quando você percebe já acabou o episodio! No mangá, a coisa tem fluido um pouco mais rápido, mas ainda nota-se que a narrativa é lenta. Mas não é lenta porque ela quer ser detalhista não... É lenta porque perde-se muito tempo com essas "reflexões" da situações e dos personagens. Parece que ninguém pensa rápido aqui.

O traço do mangá é ruim, muito ruim. O anime deu uma amenizada nisso, mas o mangá é te deixa com um feeling estranho as vezes por conta desse traço. E lá na frente, algumas coisas do plot que esperava melhor aproveitamento foram jogados ao esmo. Simplesmente, a titã fêmea (Annie), a que mais fez desgraças matando a galera meio que mostra remorso por todas as crueldades que fez depois, assim como Reiner e Belthold. Se eles fossem simplesmente inimigos infiltrados no meio de tudo e não tivessem arrependimentos, a história ficaria muito hardcore.
Porém dá para notar que há um mistério que vai te fazer se questionar e prender a história. Como assim as paredes da muralha foram feitas com titãs? Porque o Reiner, Berlthold e Annie se sentem tão arrependidos por aniquilar os humanos? Quem está por trás desse grupo de titãs que se infiltraram na muralha? De onde os titãs surgiram?  Será que o império real é realmente bonzinho e quer salvar a humanidade? Que segredo é esse que a família da Krista guarda? E o maior questionamento de todos: Quem será o verdadeiro inimigo? São esses mistérios que me mantêm na história, porque por a ação praticamente inexistente ou drama demasiado não é muito não. Vale frisar que o negocio está se tornando quase um Evagelion, a diferença é que aqui os mechas são organicos. ò.ó

Vou continuar acompanhando Shingeki no Kyogin pelo mesmo motivo do Fate/kaleid liner Prisma Illya, que é por gostar dos personagens da série e ver uma história alternativa se desenrolar. Como SnK é uma série nova e não um mundo alternativo com o Fate, assisto por certos personagens (Jean, Reiner, Mikasa por exemplo) e o plot role dos titãs que é algum muito curioso e diferente, e é o principal motivo pelo qual insisto na série. E acho que é o mesmo motivo pelo qual meus amigos que não são muito fãs de animes assistem também, nhê.

You Might Also Like

0 comentários

Leia antes de comentar:
Os comentários do Lightning Rose são moderados. Não serão aprovados comentários de natureza ofensiva; que não contenham nenhuma relação com o assunto da postagem; que contenham links externos de propaganda ou spam; ou que contenham números de documentos pessoais.

Para mais informações sobre como funciona a política do blog leia o FAQ.

Agradeço o seu comentário e volte sempre!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Facebook