Checklist ~ Segundo Semestre de 2014

sábado, fevereiro 07, 2015

Ai ai... Eu queria fazer post de checklist trimestral. Se junta muito tempo fica muita coisa e o post gigantesco... Mas fazer o quê, não deu para postar ano passado...

Vi muita coisa nesses 6 meses e estou incluindo umas coisas que ainda estou terminando agora em janeiro. Vamos para a lista gigante:

Animes

Fate Kailed Line Prysma Illya 2wei (Série de TV - 2014)
Curiosidade é uma bosta vol 2
Não vejo outra explicação para a existência desse serie que não seja fanservice. Como se não bastasse na primeira temporada termos a Illya dando uma pinada na Miyu, na segunda temos um clone da Illya que sai dando beijo de língua (da maneira mais porn possível) em quase todo o mundo do cast feminino do anime...

Fora isso, foi uma temporada muito pior que a anterior, super focada no slice of life. Tinha horas que a coisa era tão chata que eu fechava a janela do video. Continue porque enfim, é da franquia Fate e quero perder essa mania de começar as coisas e não acabar. Só que não vou acompanhar mais o 3wei (que foi confirmado bem no final da temporada) e quero distância do mangá... Estou contente com os spoilers que ouvi.

Fate/Stay Night: Unlimited Blade Works (Série de TV - 2014)
Ao contrário do Kailed Line Prysma Illya, essa série que é focada no caminho Unlimited Blade Works do Stay Night foi muito boa. Fiquei meio chateada por eles terem decidido pausar num momento muito trágico e também por ter sido no 14ª episódio. Não sei como anda a questão de produções de animações nas terras nipônicas ultimamente, mas até um tempo atrás as pausas de temporadas eram entre o 20º e o 26º episódio... Mas ok, a animação não está enchendo linguiça, apesar dos momentos de slice of life, que são característicos da série...

Vi muita gente por ai que, graças ao sucesso do Zero e a mudança de estúdio, critica a primeira série de tv... Bom, se você parar pensar, a primeira série de TV segue o primeiro caminho do jogo, o Fate, o qual o foco principal é a Saber. O Unlimited Blade Works tem o seu foco no Archer, e o Heaven's Feel na Sakura. Se for como eu estou imaginando, a meta da Type Moon é fazer animações dos três caminhos, já que o filme do Unlimited Blade Works (apesar de ruim) deu tão certo que motivou o surgimento da série de tv. Então eu tenho esperanças de ver uma série de TV do Heaven's Feel com o foco na Sakura. E sinceramente, espero mais por isso que o final dessa temporada, apesar de gostar muito do Archer.

Bayonetta: Blood Fate (Longa Metragem - 2014)
Parece que a Platinum Games adotou a ideia da Capcom de fazer animações com um resumo do jogo anterior as vésperas do lançamento do próximo para dar hype na galera (quem se lembra do post que falei sobre Sengoku Basara e Devil May Cry sabe que citei esse fato).

Ao contrário das animações da Capcom esse filme ficou ótimo. Ele adaptou e seguiu bem os acontecimentos do jogo, embora não fosse 100% fiel o tempo todo. O traço e efeitos da animação também são muito bonitos e eles encaixaram um pouco da soundtrack original do jogo durante o filme (bem no começo temos uma cena de luta onde toca a Mysterious Destiny). Recomendo muito para quem ainda não assistiu, vale a pena!

Jojo's Bizarre Adventures: Stardust Crusaders (Série de TV - 2014)
Foi uma temporada muito boa. Apesar de não ter entrado no hype como a maioria dos fãs, a animação não parou de me surpreender positivamente, ainda mais com umas cenas extras que não tinha no mangá como as ligações do Joseph para a Suzy Q. O melhor é que essas cenas foram muito bem encaixadas, fazendo completar certos vácuos que o mangá deixava.

O problema é que os produtores estancaram em algumas coisas bestas como a trilha sonora, que continua muito sem graça. Eu achei que a trilha sonora tinha evoluído bastante do Phantom Blood para o Battle Tendency, mas eles voltaram a dar uma esfriada no começo do Stardust e assim ficaram. Isso meio que me frusta: a parte mais agradável de Jojo são as referencias musicais. Mas tudo bem, ninguém morre por causa disso.

Aliás, enquanto posto isso devo dizer que a segunda parte desta temporada já começou e pretendo continuar acompanhando, embora esteja bem atrasada...

Bishoujo Senshi Sailor Moon Crystal (Série de TV - 2014)
Aconteceu o que eu temia...
Quem leu os posts passados sabe que eu estava reclamando muito do traço da artwork que tinha sido divulgada como preview. A existência desse tumblr só comprova o que eu dizia: o traço é horroroso. Ele é tão instável que tem horas que todo o mundo parece que tem anorexia ou virou um alien. Isso me incomodou bastante nos primeiros episódios, e apesar de ter diminuído um pouco mais nos últimos, o traço ainda é feio.

Qualé Toie! Isso não tem justificativa! Ainda mais pelo fato de os episódios serem quinzenais! Eu não entendo o que está acontecendo, mas como a temporada está próxima de acabar espero que com a pausa eles mudem os desenhistas e a qualidade do traço.

Fora isso teve outras coisas que não me agradaram como a soundtrack e certas coisas que não tinham no mangá que eles esticaram... Só que se eu falar de tudo isso agora o post fica quilomêtro e só focado em Sailor Moon, então farei um post especifico para falar do anime assim que a temporada acabar de fato.

Kuroshitsuji: Book of Circus (Série de TV - 2014)
Tinha acompanhado as duas temporadas da serie de TV, os ovas, e espiado o mangá. Gosto da série pelo teor cômico, sensual e maduro que ela trás, não só pelo senhor HOLYSHITMOTHERFUCKERFANSERVICEMAN Sebastian. Descobri por um acaso que na temporada retrasada de 2014 que estavam saindo uma animação de um dos arcos do mangá chamado Book of Circus. Decidi acompanhar. 

Comparada as temporadas passadas que não seguem fielmente o mangá, Book of Circus é muito fantástico. Aqui deu para ver o quão baixo Ciel pode ser, mesmo sentindo remorso pelas tragédias que estavam acontecendo. Sebastian também é um show a parte, e junto com o pessoal do circo, que são personagens realmente carismáticos e interessantes, ouso a dizer que essa temporada valeu muito mais do que todas as tentativas anteriores de animação da série.

Não sei se vão continuar a fazer animações das sagas do mangá, mas ficaria muito feliz se isso acontecesse, até porque esta temporada foi bem fiel ao mangá do começo ao fim.

Sengoku Basara: Judge End (Série de TV - 2014)
Esse é um daqueles animes que eu não esperava nada, mas me surpreendeu. Não me lembro se já falei aqui no blog, mas as temporadas anteriores e o filme The Last Party são frustrantes e horríveis. Baseados na estória dos jogos anteriores, eles eram muito mais focados em fanservice e comédia, e até as lutas e o plot sério eram decepcionantes.

Esperava ver a mesma coisa quando comecei a assistir essa temporada, mas não. Achei um plot mais sério, seguindo o máximo possível de fidelidade ao jogo (que como sabemos, Basara 3 agora tem vários caminhos que direcionam a mais de um final), embora ainda continuasse sendo muito resumido. Por isso esta temporada ficou muito boa. E a abertura merece uma atenção especial: o som é muito bom (embora tenha gente que não gosto do gutural que rola no meio da música).

Não terminei de assistir ainda porque só encontrei até o episódio 9 e não sei porque ainda não traduziram o resto....

Mangás

O Tigre e o Dragão (Comic -2002)
Há muito tempo atrás, em meados de 2006, tinha comprado um volume aleatório da comic do Tigre e o Dragão, publicada na época pela Panini, para conferir como era. Naquela época acabei desistindo de comprar, mas isso não significava que a comic era ruim, muito pelo contrário. Apesar das poucas páginas, o traço era lindo, ricamente ilustrado com uma paleta de cores bem vivida, e a história fluía de maneira espetacular.

Em meados de julho do ano passado, achei uma pessoa vendendo em um grupo de mangás usados os primeiros volumes da série e decidi adquirir para tentar entender a estória. Ela segue um trajeto diferente do filme, que não sei dizer se é mais fiel a estória original ou não. Li Mu Bai é muito mais jovem aqui, tanto que se destaca pelo fato de ser um exímio e invencível mestre de Tai Chi apesar da pouca idade. Como ele encontra a Shu Lien ainda jovem, tive a impressão que a hq fosse uma prequel do filme, pois no filme ambos são de meia idade e se conhecem há anos. Mas Shen Long também aparece na hq juntamente com sua mestra Jade Fox na mesma escala de idade de Mu Bai. Isso me fez ficar um pouco confusa.

Talvez isso indique que a HQ é um adaptação completamente diferente do filme. Infelizmente não consegui continuar a leitura, mas pretendo termina-la algum dia para constatar como vai se dar o desenrolar da estória e o final.

Crying Freeman (1986)
Tudo azul, Todo o mundo nu ♫
Eu tinha um hype danado para ler esse clássico. Os mangás da Panini tinham o costume de fazer propaganda dos lançamentos com uma sinopse sobre nas ultimas páginas. Não lembro se foi lendo o Angel Sanctuary, Ouran ou God Child que vi a propaganda de Crying Freeman. Achei o nome, a temática de máfia e a ideia do assassino Freeman interessante, mas acabei não indo atrás do mangá na época.

Eis que vejo no grupo de venda de mangás usados uma pessoa vendendo os três primeiros volumes e resolvo adquirir. Só que baixei bastante a bola para a série assim que terminei o primeiro volume... Não gostei muito do fato do Freeman ser tratado como um messias para os 108 Dragões e que ele "muda" por ter se apaixonado pela Emu Hino. Está bem, ele não deixa de ser um assassino letal e perigoso, e a máfia não deixa de ser o que é. Mas conforme você vai avançando na estória, a sensação que se tem é que eles estão lutando para manter uma "família" do que lucrar e crescer com uma organização.

Li só os três primeiros volumes e expiei um pouco do resto pela internet. Não gosto dessa coisa de começar e ter que dropar, mas no momento não tenho escolha senão fazer isso. Não é por não ter gostado da estória e sim falta de tempo... Pretendo terminar de ler em julho desse ano.

Sanctuary (1990)
Don Corleone que se cuide com esses dois ai...
É um mangá dos mesmos autores de Crying Freeman (Sho Fumimura e Ryoichi Ikegami), tanto que tem o mesmo traço por conta disso. Mas a estória flui de maneira completamente diferente. Esse mangá sim eu posso dizer que é uma estória sobre máfia! E mais interessante ainda, ela envolve os políticos, que convivem e são financiados por ela.

Os dois protagonistas, Hojo e Asami (o primeiro mafioso da Yakuza e o outro político), mostram bem cada lado da moeda do que acontece por debaixo dos panos do que é divulgado pela impressa e o submundo. E a história de fundo deles também é tocante, explica bastante porque eles são unidos em lutar pelo ideal de mudar o Japão moderno.

A estória tem um ritmo bem lento, as vezes chega a ser enfadonho. Mas isso é compensado pelo fato que as reviravoltas acontecem na hora que você menos espera. Por isso o mangá consegue te manter preso dentro da trama o tempo todo.

Ainda estou terminando de ler e infelizmente vou ter que dropar no volume cinco porque meu amigo não possui a série completa e vou ficar sem tempo para continuar a ler. Pretendo voltar para série em julho, juntamente com Crying Freeman.

Filmes

O Tigre e o Dragão (Wo hu cang long - 2000)
Motivada pelo fato de ter lido a comic, resolvi assistir novamente o filme. Como citei previamente, a comic é diferente do filme. Li Mu Bai e Shun Lien aqui tem por volta de 40 anos, enquanto Jade Fox beira uns 60 e Shen Long parece ter 20. A estória segue o mesmo roteiro, mas se concentra bastante na posse da espada Destino Verde.

Gosto muito do ar mágico que somente os filmes chineses possuem, como expliquei na Checklist onde falei de Herói. Esse filme foi aquele que provou que a China pode fazer um trabalho muito melhor que os filmes hollywoodianos e seus investimentos milionários.

Sense and Sensibility (1995)
Assisti esse filme para fazer uma prova na universidade (estudamos muito as obras da Jane Austen na literatura inglesa). Ele é bem diferentão da adaptação da BBC que tinha assistido previamente e comentado na checklist passada, e é justamente por isso que ele é tão interessante.

A diferença vem mais por conta da escolha dos atores e cenário. As atrizes que fizeram Marianne e Elinor (Kate Winslet e Emma Thompson) se parecem. O destaque fica pela atuação do Allan Rickman como Colonel Brandon, porque tudo o que homem faz fica bem feito.

A estória é um pouco diferente da do seriado. Como ainda não li o livro, não sei dizer qual dos dois é mais fiel ou destoa mais (provavelmente o seriado seja mais fiel, já que por ser curto os filmes sofrem mais com o roteiro).

Livros

Oceano no fim do Caminho - Neil Gaiman (2012)
Não é porque eu sou fã girl do Gaiman que digo isso, mas afirmo que esse é um dos livros mais lindos que li até agora. Conta a história de um homem, que em seus quarenta anos, viaja para um enterro que ocorria na sua residência de infância na área rural de Sussex. Aqui ele some misteriosamente do enterro e acaba indo até o sítio da família Hempstock no final da estrada. Sentado do lado da lagoa do sítio, ele relembra seus momentos de infância com sua melhor amiga, Lettie Hempstock, e as aventuras que viveram juntos.

A estória se desenvolve com base no relato dessa cara, o qual o nome não é revelado. Ele também não diz o nome dos pais e da irmã. Sabemos apenas o nome de Lettie, das mulheres da família Hempstock e Ursula, que não vou dizer muito sobre ela.

É bem nostálgica a sensação que o livro te passa. Durante a leitura você recupera aquela magia que apenas a visão de mundo de uma criança te possibilita ter. Tanto para as coisas boas como para as ruins. Tem momentos que esse estilo de narrativa chega a ter emocionar, e é isso que faz o livro ser tão especial.

Tarô de Marselha - Carlos Godo (2006)
Comprei esse livro, na verdade, por interesse em adquirir o tarô que vem junto com ele. O livro é bem curto, menos de 90 páginas, e o tarô é feito de um material bem ruinzinho, que estraga fácil se não tiver cuidado (papel cartão). A ilustração do tarô é baseada nos desenhos clássicos do tarô de Marselha.

Voltando ao livro, ele explica sobre o tarô de maneira bem mastigada. Acaba sendo um resumo do resumo (4 páginas, mais ou menos, para falar da história do tarô). A explicação é precisa e competente, compensando o fato de ser curta. O problema é que o livro peca em abordar e explicar a simbologia dos arcanos, e mal explica sobre os métodos de tiragem... Estou terminando de ler e pretendo fazer uma resenha juntamente com outros livros de tarô que já li e falar um pouco da minha experiência com essas previsões. Aguardem o post!


Jogos

Subway Surfers (Android)
Baixei esse aplicativo para meu smartphone por ser simples de jogar e bom para passar o tempo. Consiste numa corrida para evitar obstáculos, tem alguns itens especiais e upgrades. Dá para trocar de personagem e de "skate" (que você usa para ter imunidade contra batidas por um tempo), customizando visual e tal...

Sempre jogo esse aplicativo para matar o tempo. Com o tempo ele se torna repetitivo e chato. Não tenho muito para falar sobre, exceto os bugs zoados e os gráficos toscos, como os vagões de trem em movimento entrando por dentro de outro vagão parado por exemplo. E a música é enjoenta, sempre deixo desligada.

Metal Slug Defense (Android)
A SNK deu um bela bola dentro criando esse aplicativo e disponibilizando para download gratuito! É um jogo de estratégia, a lá Empire of Ages, que consiste em colocar seus soldados e veículos para atacar a base inimiga enquanto você tenta defender a sua. Aquele que destruir a base do inimigo primeiro ganha. Você pode desbloquear e comprar vários personagens, que podem ser os heróis regulares da série (Fio, Marcus, Tarma, Eri, etc) ou até mesmos os vilões (Allen O'Neil, Mars People, General Morden, etc).

O jogo te fornece um bônus diário de login para te motivar a continuar jogando. Mas apesar disto ele tem lá seus defeitos... Um deles é quando você descobre que a melhor estratégia é colocar na fase todos os seus personagens e veículos mais fortes, porque assim você instantaneamente massacra o time adversário. Outro problema é quando chega nas fases de nível Expert e Hell. Para conseguir vencer você deve possuir status máximo e veículos extremamente poderosos, os quais tem que comprar no shopping. A moeda do jogo são medalhas, e elas não são fáceis de conseguir... Ou você as acumula via bônus diário (o que leva por volta de 3 meses de login diário para conseguir ter 300 delas) ou você as compra com dinheiro na loja do Android. Ossos do ofício. Nem tudo é de graça no final das contas...
.
.
.
Para encerar, tenho duas coisas a dizer:
1) Esse post demorou mais do que deveria para ser publicado porque a minha internet está de mal a pernas... Não é a primeira vez que tenho problemas de conexão e velocidade com o meu provedor (Oi Velox), e para completar estou tendo problemas também com o meu pc (está pedindo uma formatação há muito tempo). Não sei se vou dar conta do recado e adicione o fato de que ando um pouco sem tempo ultimamente como expliquei lá na fanpage.
2) Vai ter post de Checklist para Janeiro e Fevereiro. Depois disso como vão começar as aulas na universidade. Duvido muito que eu vá poder acompanhar algo que não seja os animes que já comecei a assistir no passado, até porque vou ficar muito sobrecarregada esse semestre. Então o segundo post de checklist de 2015 deve ter pouca coisa.

E durante o tempo que não tiver post de checklist, farei posts de resenha ou rant para as séries que já foram citadas nas listas passadas. = )

You Might Also Like

0 comentários

Leia antes de comentar:
Os comentários do Lightning Rose são moderados. Não serão aprovados comentários de natureza ofensiva; que não contenham nenhuma relação com o assunto da postagem; que contenham links externos de propaganda ou spam; ou que contenham números de documentos pessoais.

Para mais informações sobre como funciona a política do blog leia o FAQ.

Agradeço o seu comentário e volte sempre!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Facebook