Minha transição para produtos Cruelty Free e Vegan

segunda-feira, setembro 25, 2017

Olá a todos! Neste post estou trazendo algumas considerações sobre o fato de que estou passando por uma transição para o estilo de vida Cruelty Free e Vegan. Vou explicar os motivos pelos quais decidi optar seguir esse caminho, algumas considerações iniciais e como isso deve afetar as postagens do blog.

Logo de inicio, decidi começar a optar por comprar produtos livres de crueldade animal de 2015 para 2016, justo uma consciência maior em relação aos testes com animais e uma preocupação maior com o meio ambiente. Então passei a consumir de marcas que se diziam livres de crueldade e utilizava como guia a lista do PEA e do PETA como pesquisa. Eu pretendia trazer resenhas para o blog desses produtos dessas marcas nacionais, que são até famosas e acessíveis, e constam nessas listas. Porém um tempo depois descobri nos grupos de ajuda Cruelty Free e Vegan pelas redes sociais, juntamente com pesquisas pela internet e até em documentários sobre o assunto que a grande maioria dessas marcas tanto testam em animais como compram componentes de fornecedores que testam, e que listas como PEA e o PETA não são 100% confiáveis. Ou seja, ONGs que supostamente atuam no ativismo pelo direito dos animais permitem que essas marcas mantenham o nome na lista de marcas que não testam através do pagamento de uma certa quantia a elas. Lá nos Estados Unidos isso é muito comum até.

Um terceiro, quarto e quinto motivo para aderir a esse estilo de vida é tanto uma forma de dar suporte a marcas nacionais menores e menos conhecidas, uma atitude ideológica/politica anti-capitalista e anti-consumista. Não vou me estender muito a explicar sobre a parte politica, mas ao apoiar marcas nacionais e menores, você incentiva essas marcas a crescerem, valorizando o nosso produto nacional. E o anti-consumismo veem para frear aquele consumo compulsivo que as marcas incentivam o tempo inteiro quando lançam produtos novos e através do marketing atiçam o desejo do consumidor de comprar, fazendo surgir o acumulo de produtos, o qual muitas vezes a pessoa acaba não terminando-os e acabam por se vencer, resultando em disperdicio. Essa é a questão do consumo consciente.

Uma coisa que quero ressaltar logo de agora é que pelo menos, no quesito de produtos de beleza e medicação não serei vegana e orgânica 100%. Me desculpem os demais ativistas, eu sei que 99% dos medicamentos fabricados em laboratório são testados em animais, mas ainda não surgiu uma maneira eficaz de combater esse problema que é a industria farmacêutica. E outra que tomo remédio controlada porque infelizmente tenho doenças crônicas, mas todo o medicamento que eu poder substituir para um mal menor como por exemplo, pilulas para dor de cabeça e remédios para garganta por medicamentos naturais como mel vegetal e chá naturais, eu tenho substituído e vou substituir.

Agora em relação aos produtos de beleza como maquiagem por exemplo, nem sempre vou usar somente produtos veganos e orgânicos. Explicando o porque, alguns produtos orgânicos como base de maquiagem tem uma cobertura baixa e eu tenho muitas imperfeições no rosto para cobrir que só uma base mais potente consegue, e mascara de cílios, as naturais tem uma duração e resistência muito pouca. Produtos que possuem componentes animais na composição ainda possuem um desempenho maior, infelizmente. Porém, sei que no mercado tem aparecido bons produtos que são veganos e conforme forem surgindo esses produtos que possam substituir os de componente animal eu vou aderir a eles.

Então, não jogo todas as minhas coisas que testam em animais fora de uma vez porque além do fato de que elas me custaram dinheiro, jogar fora ia gerar disperdicio, como falei acima. E também eu sou pobre. Vou comprando e substituindo aos poucos conforme for acabando, e com isso fazendo a transição até trocar todos os produtos. E sim, estou pesquisando marcas de produtos Cruelty Free, Vegan e orgânicos, e lojinhas que vendem. Por exemplo, para substituir dermocosméticos com químicos pesados achei a aromaterapia com óleos essenciais e vegetais, e estou procurando pesquisar bastante sobre o assunto. Estou participando de poucos grupos em redes sociais onde encontrei uma galera leiga no assunto que tem passado uma boa orientação sobre o que fazer e não fazer, além de que eles sempre ressaltam que importante o consumo de informação e de ouvir profissionais entendidos na área.

No quesito vestuário, coisas como jaquetas, bolsas e sapatos eu sempre procurei consumir por sintéticos durante a minha vida inteira e continuarei assim. Agora enquanto a alimentação, estou tentando aos poucos uma transição para dieta vegana, passando primeiro por uma dieta vegetariana, e estou tentando cortar a carne de inicio. Não queria muito falar sobre dieta, emagrecimento, body fitness e etc aqui no blog porque tanto não queria passar aquela impressão de ~blogueira fitness~, como também não falar sobre padrões de beleza ou impor-los juntamento com o veganismo, fazendo esse tipo de propaganda chata que alguns ativistas e ONGs realizam. Eu quero antes de tudo mostrar que esse caminho é uma opção, tanto saudável como ideológica, mas não quero impor isso na vida de ninguém nem tornar isso desagradável.

Por ultimo queria dizer que desisti de fazer resenhas de produtos que não são livres de crueldade que ainda estou usando, como o da ultima postagem (Mascara de Cabelo Silicon Mix da Avanti), porque não faz mais sentido falar desses produtos aqui quando a intenção é dar opções cruelty free e veganas para substituição.

Peço sugestões a vocês sobre lojas aqui na região de Fortaleza que vendam produtos veganos e orgânicos (Não vale a Mundo Verde!), assim como de restaurantes e lanchonetes veganas, e dicas para quem esta passando por essa transição. Vamos movimentar os comentários galera!

Esperem posts futuros sobre updates de como está indo minha transição! (Quem sabe até um post sobre alimentação hmm)

You Might Also Like

0 comentários

Leia antes de comentar:
Os comentários do Lightning Rose são moderados. Não serão aprovados comentários de natureza ofensiva; que não contenham nenhuma relação com o assunto da postagem; que contenham links externos de propaganda ou spam; ou que contenham números de documentos pessoais.

Para mais informações sobre como funciona a política do blog leia o FAQ.

Agradeço o seu comentário e volte sempre!

Facebook